Destino final da madeira

Um tema abordado nas reuniões das Comissões de Comunicação Social, e em conversas com as partes interessadas, é o destino final da madeira que será cortada nas propriedades interceptadas pela linha de transmissão.

Conforme orientado pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis - IBAMA, no processo de licenciamento do empreendimento, todos os proprietários que terão árvores cortadas dentro da sua propriedade, devem ser entrevistados para se posicionarem quanto à aplicação da madeira cortada em sua propriedade. 

Assim, foram aplicados questionários, colhendo os dados de cada proprietário e fazendo a seguinte pergunta: Qual o interesse no uso do material lenhoso:

(    ) Venda para terceiros

(    ) Doação para terceiros

(    ) Uso na propriedade

(    ) Não há interesse de uso

Quando o proprietário opta pela venda ou doação a terceiros, o que indica que haverá transporte da madeira, estes são orientados sobre a necessidade de emissão do DOF - Documento de Origem Florestal, e quais são os passos para sua obtenção. Deixando claro que deverá ser de responsabilidade do proprietário este trâmite

Se você é proprietário de terra, e em seu terreno tiver corte de árvores, você já deve ter sido entrevistado. Se ainda não foi e tiver dúvidas, contate os canais de ouvidoria. Saiba mais. Clique aqui. 

Aplicação de questionário com proprietário de terra sobre material lenhoso

Aplicação de questionário com proprietário de terra sobre material lenhoso 

Aplicação de questionário com proprietário de terra sobre material lenhoso 

Todo material lenhoso que vem da supressão da vegetação é organizado por meio de leiras dentro da propriedade onde foi realizado o corte, com o tamanho que o proprietário solicitar.

O empilhamento é feito de forma que possa ser medido o volume de toda a madeira cortada, é a chamada "cubagem". Esses dados são repassados e monitorados pelo IBAMA para que se tenha o controle do corte da vegetação de todo o empreendimento. 

As propriedades onde supressão vegetal já foram concluídas, a documentação para uso da madeira dentro da propriedade já esta sendo entregue aos proprietários Veja nas fotos abaixo. 

Autorização de Supressão Vegetal - ASV

A Autorização de Supressão de Vegetação (ASV) é o instrumento que disciplina os procedimentos de supressão de vegetação nativa em empreendimentos de interesse público ou social submetidos ao licenciamento ambiental pela Diretoria de Licenciamento Ambiental Federal (Dilic) do Ibama. Esta autorização busca garantir o controle da exploração e comercialização da matéria-prima florestal efetivamente explorada nos empreendimentos licenciados pelo Ibama e o controle da exploração e transporte no resgate de espécimes da flora.