Água e Saneamento Rural

O lançamento irregular de efluentes domésticos descartados na natureza sem o devido tratamento, como por exemplo, esgoto do banheiro e pias da cozinha, ocorre com muita frequência, especialmente em áreas rurais. Por isso, foi proposto repassar informações e orientações do sistema Saneamento Básico Rural desenvolvido pela Embrapa Instrumentação (São Carlos) para as comunidades rurais do entorno do empreendimento. 

O objetivo deste projeto é sensibilizar a comunidade rural sobre a necessidade de tratamento de efluentes líquidos em área rural para a preservação da qualidade das águas, repassando informações sobre este sistema, sobre tecnologia social desenvolvida pela Embrapa que inclui três sistemas: a fossa séptica biodigestora, o jardim filtrante e o clorador.

  • Fossa Séptica: Solução tecnológica de fácil instalação e custo acessível, que trata o esgoto do vaso sanitário (a água com urina e fezes humanas) de forma eficiente, produz um efluente que pode ser utilizado no solo como fertilizante (recomendado para plantas perenes). Substitui a chamada "fossa negra", não gera odores desagradáveis, não procria ratos, moscas, baratas e evita a contaminação do lençol freático. O sistema básico, dimensionado para uma residência com até 5 moradores, é composto por três caixas interligadas e a única manutenção é adicionar mensalmente uma mistura de água e esterco bovino fresco (5 litros de cada).
  • Jardim Filtrante: Tecnologia para tratamento do esgoto proveniente de pias, tanques e chuveiros, ricos em sabões, detergentes, restos de alimentos e gorduras - a chamada "água cinza". Trata-se de um pequeno lago com pedras, areia e plantas aquáticas,com manutenção muito simples. Contribui com a sustentabilidade do meio ambiente ao permitir a reutilização da água para irrigação de lavouras, lavagem de pisos e janelas, uso no vaso sanitário, entre outras, ou mesmo o descarte de maneira adequada, e ainda traz harmonia paisagística.
  • Clorador: Tecnologia simples, barata e de fácil instalação (pode ser montada pelo próprio morador), desenvolvida para clorar a água do reservatório (caixas d'água) das residências rurais. Auxilia a descontaminação, pois o consumo de água contaminada pode provocar doenças como a hepatite, diarreia, tifo, giardíase e outras, que causam sérios danos à saúde.

4ª Campanha

Durante a 3ª Campanha de campo do Programa de Educação Ambiental (outubro de 2019) foi articulado junto à Secretaria de Agricultura do município de Campo Alegre a realização de uma oficina do Água e Saneamento Rural para os proprietários rurais da comunidade Bateias de Cima na Escola Municipal Paulo Fuckner.

Foram elaborados convites e cartazes para a divulgação da atividade junto aos produtores rurais da comunidade. Também foi elaborada uma cartilha educativa sobre Saneamento Básico Rural para ser usada na atividade.

No entanto, a atividade foi cancelada em atendimento ao Decreto Estadual n° 12.735 de 16 de março de 2020, que orientava a suspensão de atividades com o agrupamento de pessoas em todo o estado de Santa Catarina em decorrência do aumento da pandemia do COVID-19 no estado e no país. Portanto, após normalização da situação causada pela pandemia do COVID-19 e finalização do isolamento social, será realizado novo contato com a Secretaria de Agricultura para um novo agendamento dessa atividade. 

Materiais Didáticos Projeto Água e Saneamento